Sabes que Empreendedor És?

Sei que ser empreendedor é uma jornada incrível e como tudo na vida, tem as suas fases. De certeza que já passaste por várias delas até ao dia de hoje e de certeza que irás evoluir para ser sempre melhor no teu negócio.

Por isso, quero que reflitas sobre o teu percurso como empreendedor e analises através das tuas ações para com o teu negócio que tipo de empreendedores és.

Ao longo do meu vasto percurso, confrontei-me com vários tipos de empreendedores nas minhas formações e quero partilhar contigo para que possas ter consciência sobre as tuas próprias ações e escolheres que tipo de empreendedor irá fazer-te alcançar o sucesso.

 

O primeiro tipo é aquele a que eu chamo “O Eterno Aprendiz”.

Aquele tipo de pessoas que participa em todo o tipo de eventos, está sempre a ler todo o tipo de livros, a frequentar novos cursos, novos programas, presenciais ou online, e aquilo que ele sente é que todo aquele conhecimento nunca é suficiente, ou seja, precisa sempre de mais informação para poder passar à ação.

 

O segundo tipo de empreendedor é o “Networker”.

Aquele que adora participar em eventos com o intuito de criar ligações – é aquele tipo de pessoa que conecta, que troca contactos, que no final dos cursos e dos eventos combina encontros e que troca mensagens em grupos com outras pessoas. O que realmente é importante para ele é conhecer todo o tipo de pessoas.

Têm excelentes redes de contactos, conhecem muita gente, participam em muitos eventos, mas a verdade é que isto não é suficiente para terem Grandes resultados no seu negócio.

 

Por fim, aqueles que chamo “Mãos na Massa”.

São aquelas pessoas que participam em eventos, que gostam muito de aprender, também têm uma boa rede de contactos e gostam de partilhar ideias com os outros, mas assim que chegam a casa põem as mãos na massa e fazem acontecer.

Não quer dizer que sintam que já têm todos os conhecimentos ou toda a informação, mas sabem que a transformação acontece no caminho, acontece ao longo da jornada e se nós estivermos à espera de termos toda a informação e conhecimento para fazermos alguma coisa, a verdade é que provavelmente esse dia nunca vai chegar.

 

Isto faz-me lembrar, quando eu queria levar o meu negócio para o online. Durante muito tempo fui este primeiro tipo de empreendedor, ou seja, sentia que precisava de mais e mais ferramentas e por isso aprendia sobre marketing digital, plataformas online, gravação de vídeos, os melhores equipamentos, entre as mais variadíssimas áreas, porque sentia que ainda não estava preparada o suficiente.

Claro que hoje com o distanciamento necessário, consigo ver que a única coisa que estava presente naquele momento, era um enorme medo de não conseguir obter resultados, de não gerar os resultados que queria e de facto sair da minha zona de conforto – porque estar sempre a aprender e no mundo do conhecimento, para mim, já era uma zona de conforto e eu não queria entrar na minha zona de desafio.

 

Aquilo que aconteceu foi que durante bastante tempo, muito mais do que seria necessário, acabei por adiar aquilo que era a concretização do meu sonho e consequentemente também a concretização dos meus resultados – resultados esses que hoje tenho no meu negócio e que poderia ter tido muito mais cedo.

 

Por isso é que gosto de chamar a atenção aos meus empreendedores, porque muitos deles quando começam a aprender e a criar os seus cursos online, ficam muitas vezes perdidos no mar de mil e uma coisas, porque têm de criar um logótipo, têm de encontrar sempre mais informação, têm de ler não sei quantos livros, têm de ser eles a fazerem o próprio site e todas aquelas coisas que não são as atividades principais do seu negócio, mas sim atividades paralelas.

Por outro lado, temos aquele tipo de empreendedores que adoram falar com toda a gente, têm imensos contactos, têm mil e uma ideias e estão sempre a falar delas, mas depois nada acontece na prática.

Todos eles têm pontos positivos, sem dúvida, mas o terceiro exemplo, o modelo “Mãos na Massa”, é aquele que efetivamente dá-nos os resultados. Podes ter todo o conhecimento e todos os contactos do mundo, mas se efetivamente não fizeres acontecer e não colocares as “mãos na massa”, então não vais obter os resultados que desejas alcançar.

 

Pensa nas pessoas que têm os resultados que tu queres ter, nas pessoas que admiras e que já têm o sucesso que tu também queres alcançar no teu negócio.

 

Tenho a certeza absoluta que se observares o percurso dessas pessoas, vais perceber que são pessoas de foco e ação, mais do que tudo, elas fizeram acontecer e por isso é que têm os resultados que têm.

 

Deixo-te o desafio de tu próprio perceberes qual destes três tipos de empreendedores estás a ser neste momento no teu negócio.

 

Beijinhos e abraços inspiradores ❤️

 

 

 

Empreender pode ser um caminho solitário

Empreender pode ser um caminho solitário

Começaste o teu negócio, continuas rodeado por família e amigos, mas sentes-te mais sozinho do que nunca?O caminho do empreendedorismo é, na maioria das vezes, um caminho solitário em que te podes questionar se realmente deves continuar Tinha iniciado o meu negócio à...

Cuidado com os saltos de fé, sem rede de segurança

Cuidado com os saltos de fé, sem rede de segurança

Descobriste a área que te apaixona e estás pronto para finalmente dares os primeiros passos no teu negócio?Antes de começares esta linda e desafiante jornada deixa-me que te dê um conselho que se me tivessem dito, na altura em que deixei o meu emprego por conta de...

A única coisa que te vai dar os resultados que sonhas

A única coisa que te vai dar os resultados que sonhas

Qual será a fórmula mágica que te vai dar todos os resultados que sonhas para o teu negócio? Antes de te falar desta única coisa, deixa-me confessar-te uma coisa sobre mim. Se havia pessoa procrastinadora era eu, eu não te vou mentir e dizer que já não sou nada disso....