A Crise Coronavírus e a forma como veio impactar as nossas vidas continua a ser o assunto do dia.

Como empreendedora e uma apaixonada pelo mundo dos negócios tem sido, também, com uma grande curiosidade e expectativa que tenho observado tudo o que está a acontecer.

Tenho recebido dezenas de emails de empreendedores em busca de uma orientação nesta fase desafiante.

Querem saber como podem passar os seus negócios para o online, como dar resposta ao desafio do momento que veio colocar à prova a forma como vemos o mundo do trabalho. Precisam de soluções rápidas.

Mas, vou ser muito sincera, criar um negócio de sucesso online não é algo que é feito em 24 horas.

Exige uma estrutura, uma criação de autoridade no mundo online que leva o seu tempo… mas …. nesta fase não existe esse tempo.

Trabalhando eu com Ensino Online tenho observado com particular atenção o que se está a passar nesta área.

Escolas, formadores, professores e educadores vêm-se obrigados a dar resposta numa área para a qual não estavam preparados.

Fala-se de Ensino Online, mas será este o termo correto para aquilo que está acontecer?

Em Portugal ainda não se ouve muito falar nisto, mas a nível internacional surgiu a necessidade de criar uma nova terminologia para o que está a acontecer.

E em vez de Ensino Online/Ensino à distância/Instrução Online está a utilizar-se o termo Emergency Remote Teaching que em português será algo como Ensino Remoto de emergência.

É importante perceber que Ensino Online é muito mais do que marcar uma sessão no zoom e ensinar os conteúdos da mesma forma que seria feito se estivéssemos presencialmente.

Tenho visto promoção de Workshops e cursos online de 6, 7 horas. Isto é claramente um sinal de que se está a pensar o online com a mente e hábitos do presencial.

No online a metodologia é diferente. O tempo e a forma de aprender também são diferentes. Por isso não podem NUNCA ser usadas as mesmas técnicas e métodos pedagógicos que se utiliza no ensino presencial.

Criar programas de formação em formato online é algo que exige tempo, método, dedicação, conhecimentos.

Em média uma universidade leva entre 6 a 9 meses para criar um curso em formato e-learning.

No TYP, o meu Programa de Certificação em Instrução Online, para criar um curso de 4 semanas os meus alunos investem 3 meses do seu tempo.

E por isso, quando tudo isto aconteceu os meus empreendedores estavam preparados para transitar rapidamente todo o seu trabalho para o online.

Uma das minhas empreendedoras transitou em 3 dias uma academia de dança com 280 alunos para o online. Outros estão neste momento a vier exclusivamente dos seus cursos online.

E tudo isto porque para eles o online já era uma realidade, tinham na mão todas as ferramentas que precisavam para fazer esta transição de uma forma rápida e mantendo o mesmo nível de excelência na entrega.

Mas e para quem não teve este acompanhamento que eles tiveram?

Como criar num curto espaço de tempo algo que normalmente levaria meses a construir?

Ora, neste momento não há tempo nem know how, seguramente para a maior parte dos professores, para implementar efetiva e eficientemente uma alternativa pedagógica baseada em elearning.

Portanto, a solução consiste em fazer coisas simples.  Já ouviste falar na estratégia KISS:Keep It Short and Simple?

 

Como avançar para o online?

  1. Cria Guias de Estudo: Desenha e explica claramente a atividade que é suposto o aluno fazer, dá instruções concretas, com deadlines precisos. 
  2. Não queiras entupir os teus formandos de conteúdo: Atenção à dose, lembra-te que menos é mais.
  3. Muita atenção ao feedback:  Cria comunidades de apoio, um grupo onde os teus formandos possam esclarecer as suas dúvidas e questões.

O Ensino Online já não é algo do futuro, é o nosso presente.

Partilho contigo um infográfico que explica muito bem o que se deve e não deve fazer quando o assunto é Ensino Online. 

Agora é o momento de AGIR e não de REAGIR!

Beijinhos e abraços inspiradores ❤️

Resumo
A Formação Online está aí. Será que estamos preparados?
Artigo
A Formação Online está aí. Será que estamos preparados?
Descrição
Ensino online e Ensino remoto de Emergência são coisas diferentes. O que podes fazer para começar?
Autora
Publicado por
Ana Cristina Rosa
Logo