Já sabes em que área queres criar o teu negócio e estás pronto para dar o teu salto de fé e viver os teus sonhos?

Então aguarda só um pouquinho mais e ouve com muita atenção o que tenho para partilhar contigo.

A maioria dos empreendedores no momento de criarem o seu negócio não refletem sobre as consequências e isso pode sair muito caro, transformando o sonho em pesadelo.

Eu trabalhava há cerca de dois anos como jornalista quando não aguentando mais a desmotivação que vinha a sentir há algum tempo decidi abandonar tudo e dar um salto de fé criando o meu negócio próprio. Hoje vejo que foi uma das decisões mais irresponsáveis que já tomei.

Eu nunca tinha aprendido nada sobre negócios, e por isso tinha aquela ideia cor-de-rosa de que a partir do momento em que criasse o meu negócio as pessoas cairiam rendidas aos meus pés pelas maravilhosas coisas que eu tinha para oferecer. E a verdade é que não foi nada disso, pelo contrário. Durante cerca de 1 ano não faturei um tostão.

Na maioria dos negócios que já conheci este cenário é “normal”. Espanta-me, hoje, que nunca ninguém me tivesse dito isto.

A parte mais desafiante não é decidires que negócio queres criar. Os desafios maiores começam depois, quando decides levar o teu negócio ao mundo, conquistar a tua autoridade, e conseguires alcançar pessoas dispostas a pagar pelo teu produto.

 Ingenuamente, eu não estava preparada para nada disso, eu nunca tinha sido preparada para nada disso. Então, nos primeiros anos do meu negócio eu apanhei uma das maiores desilusões da minha vida, uma desilusão ao ponto de eu colocar tudo em causa. Será que o problema era comigo? Será que era com o meu serviço? Será que o problema era com a marca? Será que era por eu estar localizada no Algarve? Eu coloquei tudo e mais alguma coisa em causa!

E quando já não dava mais, quando a corda ao pescoço começou a aumentar cada vez mais –  eu não tinha uma rede de segurança preparada e precisava de pagar as contas ao final do mês – eu tive que voltar a fazer alguns trabalhos freelancer enquanto jornalista, e algumas formações para poder suportar aquilo que o meu negócio ainda não me permitia ganhar.

E é sobre este tema que te falo no episódio 1 do meu Podcast: Empreender sem Corda ao Pescoço. 

Aqui tens uma amostra do que tenho para ti neste primeiro episódio…

  • [1:16]  O momento decisivo do negócio
  • [6:02]  Nunca te atires de cabeça quando não tens uma rede de segurança!
  • [9:37]  Empreender não é para toda a gente.
  • [11:00]  A postura ideal para o primeiro ano do teu negócio
  • [13:35]  Salto de fé: A minha pior decisão de sempre!
  • [14:29]  Ser empreendedor é uma montanha-russa de emoções!
  • [17:00]  É inevitável tu colocares tudo em causa e está tudo bem!
  • [19:30]  É muito mais do que um negócio, é planeares o teu estilo de vida.
  • [20:52]  Rodeia-te com as pessoas certas.

 

Ouve o episódio 1 “Empreender sem Corda ao Pescoço” e partilha comigo os teus comentários!

 

 

Beijinhos e abraços inspiradores ❤️

 

 

Empreendedora salta do sofá

Empreendedora salta do sofá

[spreaker type=player resource="episode_id=46248287" width="100%" height="200px" theme="light" playlist="false" playlist-continuous="false" chapters-image="true" episode-image-position="right" hide-logo="false" hide-likes="false" hide-comments="false"...