Sabes o teu porquê?

Até hoje só nos meus programas online, já tive perto de 700 alunos e sempre que tenho uma nova inscrição, envio um e-mail a dizer: “O que te levou a inscrever no programa?”. A resposta da maioria é: “Ana, o que me levou a inscrever no programa foi a tua história, a forma como me identifiquei contigo.” “Parece que te conheço”. Isto levou-me a refletir sobre a importância de quem está no lado de lá se identificar connosco, com a nossa missão, com a nossa história e com o nosso porquê.

Quando olho para trás, vejo que durante muito tempo não sabia comunicar aquilo que eu fazia. Limitava-me a despejar um sem número de cursos, especializações e títulos para explicar aquilo que eu fazia, mas não falava da coisa mais importante.

Sempre tive uma grande paixão por estudar marcas e comecei a perceber que podia aprender muito com as grandes marcas, que nós empreendedores podemos aprender muito com o sucesso que as grandes marcas têm e como é que elas fazem para mover multidões. Nós temos, por exemplo marcas, que ainda antes de lançarem os seus produtos, já têm filas enormes de clientes em lista de espera e são estes clientes que as procuram.

 

Será possível aplicarmos isto aos pequenos negócios? Poderão os pequenos empreendedores aprender com alguém que tem tanto sucesso e move multidões?

Claro que sim!

 

E é sobre esta transformação que eu te vou falar.

Aqui tens uma amostra do episódio que tenho para ti esta semana:

 

    • [2:40] – The Golden Circle – O segredo das grandes marcas 

As grandes marcas, aquelas que têm uma maior reputação e visibilidade junto do público, são marcas que não focam a sua comunicação naquilo que vendem, mas sim na razão pela qual criaram o seu negócio. Ou seja, fazem uma comunicação focada no “porquê” e não no “quê”.

 

    • [3:19] – Como é que eu não tinha pensado nisto? 

Eu sabia que faltava qualquer ingrediente na minha comunicação, mas eu não tinha a perceção que era assim algo tão chave e que poderia fazer tanta diferença. Passar a comunicar o meu porquê!

 

    • [4:34] – A famosa marca de tecnologia com o símbolo da maçã, é um excelente exemplo

Eles não vendem computadores, vendem uma filosofia, por exemplo, “sê diferente, pensa diferente”. Os próprios quando fazem publicidade utilizam a imagem do Einstein, associada à promoção dos seus produtos, porquê? Porque querem chegar a uma elite, querem passar um conceito de que vendem a pessoas que pensam fora da caixa.

 

    • [6:00] – O mercado já não está interessado em comprar apenas aquele produto/serviço

As pessoas compram emoções, compram soluções, compram a experiência que aquele produto ou serviço lhes vai oferecer.

 

    • [6:30] – Qual é que é o teu grande porquê?

Porquê que criaste o teu negócio? Porquê que criaste o teu produto/serviço ou a tua marca e como é que tu vais comunicar isso?

 

    • [8:45] – Dizem os estudos, que o consumidor ao decidir comprar alguma coisa, utiliza 80% de emoção e 20% de razão

Então, tentar vender só porque tem a característica x ou y, sem tocar na emoção da pessoa, não funciona.

 

    • [9:50] – Eu assumo como um dos meus principais valores, a liberdade

E isto está presente em toda a minha comunicação. Quando eu faço um convite para alguém trabalhar comigo, eu convido as pessoas a fazerem parte desse movimento, onde juntos podemos criar um novo mundo, um mundo onde é possível criar negócios cheios de paixão, tempo e dinheiro para fazermos aquilo que mais gostamos junto de quem mais amamos.

 

Todos os dias quando acordares, deves ter bem claro na tua mente qual é o teu porquê. Pensa no legado que queres deixar, como é que queres ser lembrado, que marca vais deixar?

Beijinhos e abraços inspiradores ❤️

Empreendedora salta do sofá

Empreendedora salta do sofá

[spreaker type=player resource="episode_id=46248287" width="100%" height="200px" theme="light" playlist="false" playlist-continuous="false" chapters-image="true" episode-image-position="right" hide-logo="false" hide-likes="false" hide-comments="false"...