O empreendedorismo é para toda a gente, no entanto, nem toda a gente é para o empreendedorismo
Após 10 anos de empreendedorismo e neste momento perto de um milhar de empreendedores que eu já acompanhei a criar e alavancar os seus negócios, continuo a ser surpreendida constantemente com a quantidade de pessoas que acredita que ser empreendedor é simplesmente ter uma ideia fantástica, criar um produto ou serviço e “gritar aos sete ventos” o que temos, acreditando que as pessoas vão cair rendidas aos encantos que nós temos para oferecer.

 

Não é assim, porque se o empreendedorismo fosse apenas baseado em termos uma excelente ideia, eu acredito que existissem 100 vezes mais empreendedores de sucesso do que existem atualmente.

Ser empreendedor é acima de tudo, no meu ponto de vista, um grande trabalho de desenvolvimento pessoal. Aquilo que eu acredito é que nós temos de criar negócios de dentro para fora e que os nossos resultados, são apenas e somente um espelho dos nossos resultados internos.

Oiço muitas vezes discursos do género:

“Ana, sinto-me tão frustrado, tive uma ideia fantástica. Fiz uns posts nas redes sociais, convidei as pessoas para conhecerem o meu curso ou produto e ninguém o comprou. Afinal esta ideia não tinha pernas para andar”.

 

Deixa-me partilhar um pouco a minha experiência.

Eu no meu primeiro ano de negócio, não ganhei um tostão. Não ganhei um único cêntimo.

No meu primeiro ano de negócio fiz muita coisa que não deveria ter feito, porque também não tive o apoio de alguém que estivesse no terreno e que me pudesse ajudar e indicar os melhores caminhos, mas testei e experimentei bastante ao longo desse ano.

Realmente foi um ano doloroso em termos de rendimentos, porque eu tinha abandonado uma profissão que me dava um rendimento mensal confortável para dar um salto de fé e dedicar-me de corpo e alma a algo que eu não sabia se iria resultar. No primeiro ano, o meu negócio não teve absolutamente nenhuns resultados financeiros. Os poucos resultados financeiros que tinha, era para investir naquilo que eu utilizava para fazer a promoção e divulgação do meu negócio.

No final do primeiro ano as coisas começaram finalmente a acontecer, eu comecei a ver alguns resultados, nada por aí além, mas comecei a ver alguns resultados. As coisas começaram a encaixar e comecei a ter cada vez mais um negócio de maior sucesso.

 

Eu tinha cerca de 5 anos de negócio, quando decidi começar de novo outra vez. Tinha sido mãe e queria muito ter um negócio que me desse mais liberdade de tempo e de dinheiro para poder passar mais tempo com a minha filha, mas não deixando de fazer aquilo que tanto me apaixonava, o meu negócio onde eu ajudava e apoiava outros empreendedores.

Decidi mais uma vez, começar do zero, numa nova área de negócio, desta vez na área digital. E no meu primeiro lançamento online, eu faturei 17 euros, tive uma única inscrição num programa que eu cobrei uns míseros 17 euros.

 

Imagina agora se eu tivesse acreditado que o empreendedorismo não era para mim, naquele primeiro ano em que não ganhei nem um cêntimo? Imagina agora, se eu tivesse acreditado que aquela nova área não iria funcionar porque eu ganhei apenas 17 euros?

 

Eu não estaria agora aqui a partilhar tudo isto contigo e a escrever este artigo, se tivesse acreditado nisso.

 

A minha visão sobre o empreendedorismo é que, não é um caminho cheio de rosas. Tais como as mais bonitas rosas, essas também têm muitos espinhos e nós podemos olhar para isso como fazendo parte do caminho ou simplesmente como um obstáculo.

 

Existe uma frase que eu gosto muito:

“Pedras no caminho vão existir sempre, tu podes vê-las como obstáculos ou podes utilizá-las para construir escadas para chegar aos teus objetivos.”

Eu gosto sempre de ver as pedras como escadas, escadas que me permitem chegar aos meus SONHOS.

 

Eu acredito que ser empreendedor é muito mais do que ter ideias fantásticas e fazer posts bonitos nas redes sociais. É acima de tudo ter um Mindset Vencedor, é ser alguém que acredita que quando nós agimos de forma consistente, congruente com aquilo que nós queremos comunicar ao nosso público e quando nós persistimos, obtemos de facto resultados consistentes.
Acredita que vão ser muitos os momentos em que tu acreditas que as coisas não estão a funcionar, em que tu não vês os resultados que tu queres ver.

Eu costumo fazer a analogia do empreendedorismo ser como plantar uma linda árvore. Durante muito tempo, nós temos o sonho da árvore, mas apenas vemos a terra. Então temos de colocar as sementes, regar, dar amor, dedicar-nos e esperar que aquela árvore um dia cresça uma árvore que tenha frutos. Porque os frutos são a última coisa que nós colhemos numa árvore e eu continuo a ver tantos empreendedores que a primeira coisa que querem é colher os frutos, quando ainda nem plantaram as sementes.

 

O meu mantra é “Agir persistir e nunca desistir.”

 

Porque até hoje com tantas centenas de empreendedores que eu acompanhei e com os meus próprios desafios, que foram muitos para chegar ao patamar que cheguei hoje, uma coisa eu tenho a certeza:

Só há uma única forma de tu fazeres o teu negócio não funcionar: DESISTIR.

 

Muitas vezes perguntam-me se o empreendedorismo é para toda a gente:

E eu respondo: Sim, o empreendedorismo é para toda a gente, no entanto, nem toda a gente é para o empreendedorismo.

Porque há muitas pessoas que estão há espera de caminhos facilitados e se nós enquanto empreendedores conseguimos ter resultados fora de série, resultados que nos dão uma liberdade de tempo, dinheiro e impacto na vida de outras pessoas que pouquíssimas pessoas o conseguem. Então nós também temos que fazer aquilo que as pessoas comuns não fazem.

Para sermos pessoas extraordinárias e ter resultados extraordinários, também temos que fazer o extraordinário.

 

Esta mensagem não é uma mensagem motivacional do género “Uau fantástico continua, vais conseguir rapidamente”, não. É uma mensagem de alguém que tem vários anos de empreendedorismo, tem uma grande bagagem e que sabe que o empreendedorismo, sim é um destino maravilhoso, mas mais do que um destino, é uma jornada.

Quanto mais tu olhares para este como um processo de desenvolvimento pessoal e não, como um caminho de resultados financeiros de negócio, vais conseguir aproveitar muito mais. E muito mais cedo do que aquilo que esperas vais conseguir alcançar os objetivos e os resultados que tu pretendes no teu negócio.

 

Então reflete sobre este meu mantra “Agir persistir e nunca desistir”.

Reflete também de que forma é que tu andas a olhar para a tua árvore e para os frutos que tu queres colher no teu negócio. Será que andas a tentar colher frutos ainda antes de teres plantado as sementes e teres dado tempo para que a tua árvore tenha as raízes fortes para poder dar os frutos saborosos que tu tanto queres colher?

 

Reflete sobre isso e partilha comigo.

 

 

Beijinhos e abraços inspiradores ❤️

 

 

 

Empreender pode ser um caminho solitário

Empreender pode ser um caminho solitário

Começaste o teu negócio, continuas rodeado por família e amigos, mas sentes-te mais sozinho do que nunca?O caminho do empreendedorismo é, na maioria das vezes, um caminho solitário em que te podes questionar se realmente deves continuar Tinha iniciado o meu negócio à...

Cuidado com os saltos de fé, sem rede de segurança

Cuidado com os saltos de fé, sem rede de segurança

Descobriste a área que te apaixona e estás pronto para finalmente dares os primeiros passos no teu negócio?Antes de começares esta linda e desafiante jornada deixa-me que te dê um conselho que se me tivessem dito, na altura em que deixei o meu emprego por conta de...

A única coisa que te vai dar os resultados que sonhas

A única coisa que te vai dar os resultados que sonhas

Qual será a fórmula mágica que te vai dar todos os resultados que sonhas para o teu negócio? Antes de te falar desta única coisa, deixa-me confessar-te uma coisa sobre mim. Se havia pessoa procrastinadora era eu, eu não te vou mentir e dizer que já não sou nada disso....