O que está por detrás dos grandes saltos dos empreendedores?

Neste episódio muito especial, mais um com convidados ao vivo, apresento-te a Ana Mécia Santos, a enfermeira que é hoje Mentora de Meditação Online e partilha connosco a sua jornada como empreendedora.

A Ana Mécia Santos, teve como profissão a enfermagem, onde cuidou dos outros, algo que sempre lhe preencheu bastante, mas descobriu com o tempo que ela mesma pensava fora da caixa e sentia uma certa inquietação, tendo essa inquietação origem numa grande vontade de fazer coisas novas.

Começou na prática da meditação e apaixonou-se por essa área e a vontade enorme de cuidar dos outros aumentou ainda mais com o passar do tempo. Deu os seus primeiros passos no empreendedorismo através do voluntariado, com a vontade e garra de querer fazer diferente no mundo, mas ao mesmo tempo com a necessidade de chegar a mais pessoas e é aqui que o meu caminho e o da Ana Mécia se cruzam.

 ” É muito bom termos ideias, mas nós temos de saber colocar essas ideias em ação, bem como focarmo-nos numa coisa de cada vez, caso contrário, queremos fazer tudo e acabamos por não fazer nada.”

O progresso e jornada da Ana Mécia são hoje um exemplo para muitos empreendedores que trabalham comigo e tal facto deveu-se pela rapidez e dedicação com que a Ana alcançou os seus objetivos como empreendedora. Antes de embarcar no mundo do empreendedorismo, a Ana Mécia tinha uma vida estável e aparentemente confortável, como profissional de enfermagem, com a sua família e casa. Tudo indicaria que estava feliz e realizada, certo?

A verdade é que a Ana não estava realizada e por muito que aos olhos de quem observa pareça impossível e uma loucura, a realidade é que algo tinha de ser mudado. Mas afinal como é que se passa de uma situação de não realização para a ação que pode alterar o rumo da nossa vida? Segundo a própria Ana Mécia, a VISÃO! A visão de quem nós queremos ser e da vida que queremos ter.

Foi a partir desta visão que a Ana Mécia entendeu que havia de facto coisas na sua vida que ela não estava a fazer, ou seja não estava propriamente a viver, mas a sobreviver dentro daquilo a que a sociedade chama “normal”.

Aqui tens uma amostra da nossa conversa:

    • [8:10] – A morte é aquilo que nós temos de mais certo e às vezes eu questiono-me “Se eu morresse amanhã, o que é que eu me teria arrependido de fazer?”

Muitas vezes pensava no facto de não ter tido a coragem de dar o salto. Afinal, porquê que as pessoas não têm a coragem de dar o salto? Porque muitas vezes não acreditamos que é possível, não é o facto de não acreditarmos que temos o potencial, mas a maior parte das pessoas acha que é muito difícil. Não é fácil, mas faz-se! Foco, persistência e os mentores certos ajudam-nos a ver que é real e pode acontecer!

    • [9:04] – O meu grande objetivo é impactar pessoas, colocando a minha missão no mundo

Não queria ter uma vida boa e feliz, a vender coisas que eu não me identificava. Queria colocar a minha voz no mundo, através do cuidado integral, através da meditação e viver para a minha família com tempo e dinheiro. E o online é a maneira de obter tudo isto, mas é preciso maturidade e algum trabalho de desenvolvimento pessoal para consegui-lo, porque o online é possível, mas não é fácil! Nada o é!

    • [10:56] – Em um ano e pouco tempo saltei para aquela realidade paralela que eu sabia que era possível, mas não sabia que podia saltar assim tão rápido

Mas a verdade é que saltei, saltei para os meus objetivos, saltei quando me despedi do hospital, saltei quando fiquei a trabalhar em casa. Saltei para uma realidade em que estou com os meus filhos maioritariamente e comecei a viver! Não é uma vida fingida, isto é a minha vida mesmo agora. Não é “um dia eu vou fazer isso”, é “eu já estou a fazer isto”!

    • [12:04] – Falamos sobre crenças sobre a abundância, sobre o dinheiro – “Se eu fizer aquilo que eu amo, parece que até fica mal eu estar a pensar em dinheiro. Porquê? Todos nós merecemos abundância financeira. Sempre foste um exemplo disso, de abundância, de receber aquilo a que tens direito. Sentes que na tua área, área da espiritualidade, existe muito esta crença limitadora?”
    • Sim, muito! Tem a haver com as crenças que todos nós temos em relação ao dinheiro. O simples facto de dizermos “eu quero dinheiro”, já causa um impacto, como se o dinheiro fosse uma coisa má. O dinheiro é apenas uma energia. E na nossa sociedade ocidental, temos muito estas crenças e o medo de investir, investimento esse que normalmente é monetário, mas é no final um investimento em nós mesmo e é necessário querer mudar e melhorar para fazer com que esses investimentos tenham retornos.

 

    • [17:42] – “Quem nos ouve, pode pensar que para nós é mais fácil, temos mais à vontade a falar e somos mais confiantes. Ana Mécia, que desafios tiveste nesta caminhada empreendedora?”
    • Os rasgar como eu os chamo. O primeiro rasgar foi quando eu comecei a tentar fazer os diretos, há 3 anos, e cada vez que eu tentava gravar algo, dava-me aquelas dores de barriga de nervos e era de facto o medo da crítica da enfermeira que agora vai aparecer e falar sobre meditação e espiritualidade. Mas era um mindset a alterar, porque as pessoas não têm a tua missão, não pagam as tuas contas, etc etc. Mais tarde, foi o facto de conseguir conciliar as minhas duas vidas, de enfermeira e empreendedora, porque o salto não acontece logo e as responsabilidades não desaparecem. E estes rasgões foram superados pelo meu foco, foco esse na minha missão e em ter uma comunidade que nos ajuda a continuar. Por fim e mais recentemente, foi o meu grande salto, foi ter-me despedido como enfermeira e perder um quadro de vários anos e tornar-me empreendedora a full time.

  •  
    • [22:56] – Para todos aqueles empreendedores que ainda estão no seu emprego e pensam fazer do empreendedorismo o seu trabalho a full time, o que é que tu dirias a essas pessoas que se questionam”será que vale a pena todo este esforço de tempo, de energia e investimento?”

Diria que esse processo tem que ser feito, claro que não podemos saltar. Porque ao abandonar logo um emprego vai criar uma pressão não autêntica de querer e de necessidade de fazer dinheiro, perdendo assim a fluidez que este processo deve ter para ser autêntico e verdadeiro. É fácil questionarmos se vale a pena nos primeiros anos, mas a verdade é que vale a pena sim, sermos persistentes, vale a pena sobretudo começar a delegar algumas coisas e começar a perceber a importância de poupar tempo. Mas este poupar tempo significa não poupar dinheiro, para não cometermos os erros que os outros cometeram e chegarmos mais rápido temos de investir, seja o investimento para delegar trabalho, seja para mentoria, aprendendo com aqueles que já estão no campo. Estes dois pontos são essenciais e a mentoria é importantíssima na hora de dar o salto, para que esse seja feito da melhor maneira.

  •  

 

    • [33:14] – “O dia em que te der vontade de chorar e que estás a olhar para o computador e que as coisas não estão tão rápidas como nós queríamos, é o dia em que nós estamos a fazer o que 95% das pessoas comuns não estão a fazer, por isso é que te está a dar vontade de chorar e desistir”

Mas a consciência de que a maior parte das pessoas não está a fazer aquilo que tu estás a fazer e saber o porquê de eu conseguir os resultados que consigo, dá-me a vontade de continuar, recompor-me e continuar. Nem todos os dias vão ser fáceis, mas são dias em que estamos a rasgar o velho eu e a construir mais um bocadinho daquele eu que nos queremos tornar.

  •  

Assiste ao episódio completo e desfruta desta conversa incrível!

Beijinhos e abraços inspiradores ❤️

Empreendedora salta do sofá

Empreendedora salta do sofá

[spreaker type=player resource="episode_id=46248287" width="100%" height="200px" theme="light" playlist="false" playlist-continuous="false" chapters-image="true" episode-image-position="right" hide-logo="false" hide-likes="false" hide-comments="false"...

Empreendedor com Porquê

Empreendedor com Porquê

[spreaker type=player resource="episode_id=46156985" width="100%" height="200px" theme="light" playlist="false" playlist-continuous="false" chapters-image="true" episode-image-position="right" hide-logo="false" hide-likes="false" hide-comments="false"...