Ao longo dos anos, tenho vindo a aperceber-me que a maior parte das pessoas que comercializa produtos e serviços, foca-se, precisamente nisso, ou seja, na partilha de serviços e produtos e esquecem-se de algo muito importante – Esquecem-se que os clientes não querem comprar produtos e serviços. Os clientes querem comprar soluções para os seus problemas, querem comprar emoções!

Já pensaste como tens vindo a divulgar o teu negócio? Já pensaste para lá do que produzes ou apresentas? Se calhar não. Então, desafio-te a pensares naquele que é o teu grande Porquê.

Olha para o meu exemplo. Achas que vendo produtos de coaching e de formação? Não. Eu vendo a possibilidade, às pessoas, de descobrirem o seu propósito e de o transformar num negócio de sucesso, de conquistarem a sua liberdade financeira, de fazerem as coisas que mais as apaixona e poderem viver disso. Então, e tu? Qual é a causa que defendes? Qual o teu grande porquê que ofereces aos teus clientes?

Ainda no outro dia, durante uma troca de ideias com uma cliente empreendedora, ela confidenciou-me: “Ana, estou a sentir falta de um propósito no meu negócio”. Esta minha empreendedora tem um negócio na área da roupa de praia e estava a manifestar a sua preocupação por achar que tinha que ter um propósito maior do que apenas vender roupa de praia.

E, na verdade, ela faz muito mais do que “apenas” vender roupa de praia. Respondi-lhe: “Tu não vendes roupa de praia. Tu vendes, às mulheres, a possibilidade de se sentirem mais bonitas com o seu corpo, de sentirem mais momentos de prazer e de poderem, através da tua roupa, aumentarem a sua auto-estima”. De imediato, ela concordou: “Tens razão” – disse-me e acrescentou: “Ainda não tinha pensado nas coisas dessa forma”.

Este é o segredo das grandes marcas

E como esta minha cliente, tantos são os empreendedores que não pensam “nas coisas desta forma”. Por isso, pensa nas grandes marcas. A Apple, por exemplo, não vende aparelhos eletrónicos. Vende exclusividade, vende sofisticação. A Coca-Cola, que todos concordámos que não é um produto saudável, não vende refrigerante, mas alegria, momentos de alegria em família. Vende, no fundo, emoções. E é isso que nós empreendedores temos que perceber de uma vez por todas.

O mercado já não está interessado em comprar apenas produtos e serviços. Quer comprar emoções, quer comprar soluções para algum problema.

Pensa, então, no teu grande porquê. Se conseguires encontrar esse porquê, se utilizares esse porquê na tua comunicação, acredita que a história que vais passar a contar será completamente diferente e as pessoas que estão do lado de lá vão perceber que estás a falar exatamente para elas, diretamente para o seu coração. E, claro, quando perceberem que têm um problema, tu serás a pessoa que vai surgir na sua mente.

Por isso, ressignifica o teu negócio e, depois, partilha comigo os resultados!!

Beijinhos e abraços inspiradores ❤️

 
Posts Relacionados

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!